FSG lança revista com temática LGBT produzida por alunos de Jornalismo

As questões em volta de sexualidade e de identidade de gênero ganham cada vez mais visibilidade na mídia, mas ainda é um assunto que sofre resistência de muitas pessoas. Pensando nisso, acadêmicos de Jornalismo do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG) criaram a revista Zero Vogal, dossiê que pretende dar representatividade ao segmento LGBT da Serra Gaúcha. A revista foi produzida na disciplina Projeto Editorial Gráfico e Digital 2016/1, sob a orientação da professora Dra. Camila Cornutti Barbosa. O lançamento será no dia 1º de setembro, quinta-feira, às 19h30, na Sala de Conferências no Prédio G da FSG. O evento é aberto ao público e contará com convidados para um debate.

Para realizar o projeto, os alunos coletaram dados e realizaram entrevistas e percepções empíricas para questionar o espaço e aceitação social ao tratar, por exemplo, de preconceito, prostituição e direitos civis relacionados à LGBT. “O papel do Jornalismo é fazer uma mediação dos acontecimentos, por isso tentamos desdobrar essas questões ainda tão difíceis em nossa sociedade e fomentar uma discussão”, comenta Camila.

Para conversar sobre o tema e acrescentar outras abordagens, participará do lançamento Mônica Montanari, advogada, escritora e estudiosa das questões de gênero e atuante no movimento LGBT; Cleonice Araujo, presidente da ONG Construindo Igualdade; Tomás Trevisan, transexual não-binária vice-presidente do Coletivo LGBT Nosso Corpo Nossa Arte de Bento Gonçalves; Gabriel Reiznaut e Pedro Gabriel Fernandes de Mello, representantes da Liga de Homens Trans de Caxias do Sul e Região; Guilherme Schineider, criador da personagem Miranda 3F Scandall, que realiza performances em festas e stand ups; e Natalia Borges Polesso, escritora e doutoranda em Teoria da Literatura pela PUCRS. O evento contará ainda com as exposições fotográficas “A Origem”, de Bernardo Dal Pubel, presidente do Coletivo LGBT Nosso Corpo Nossa Arte, e “Em Nome de Todxs”, de Mário André Coelho.

A revista, de distribuição gratuita, recebeu apoio financeiro do Centro de Comunicação e da própria instituição para que não ficasse apenas em sala de aula e tivesse seu conteúdo compartilhado com a comunidade. A professora Camila ressalta que “foi um desafio coletivo” e considera o resultado satisfatório. “Podem surgir críticas das pessoas que fazem parte desse universo de forma mais intensa, mas as receberemos com humildade e aprendizado para melhorar”.

14034844_931230883671474_2800763868187289744_n

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s